sábado, 28 de novembro de 2020

Advento: 8 sugestões para a catequese em família

Olá catequistas!

O Blog Catequese com Crianças, vem trazendo novidades para desenvolvermos um trabalho junto às famílias sobre o ADVENTO. Precisamos incentivar as famílias a se unirem em oração, praticar o amor ao próximo e acolher com fé a chegada do Menino Jesus. Nós catequistas precisamos resgatar nas famílias o verdadeiro sentido do Natal, da oração em família, da solidariedade com os mais necessitados. Vivemos tempos que tudo isso está se perdendo, por isso precisamos estimular a volta de todos esses valores cristãos. Vamos para as sugestões:

1º PASSO: Como vocês contarão com o apoio das famílias, devido o momento que vivemos, oriente-as o que significa o ADVENTO.

Texto orientador:


2º PASSO: Disponibilize para as famílias "Os 10 mandamentos do Advento" para que elas possam fazer a leitura e reflexão de cada missão a ser feita durante o Advento.
3º PASSO: Aconselhe aos pais a fazerem em família os propósitos todos os dias durante o Advento. Ao realizá-los terão a certeza que esperar a vinda do Menino Jesus e acolhe-lo é preciso preparar a casa, tirar as discussões, a ira, as desavenças e dar espaço a vida em família com amor, paz, humildade, harmonia e fé. Vejam as sugestões:
4º PASSO: Enquanto vão colocando os propósitos do Advento em prática, escolha um cantinho da casa e prepare-o especialmente para comemorar o Natal, a chegada do Menino Jesus, para as orações, etc. Vejam as sugestões que vocês podem construir em família de maneira simples, pois Cristo é simples, ama quem vive em humildade.

Sugestão 1:  A catequista Isabel compartilhou no grupo do Facebook esse lindo pote. Pode ser um pote de azeitona, enfim, o importante é reciclar. Enfeite-o da melhor maneira possível, depois copie todos os propósitos a serem praticados no Advento, recorte, dobre e coloquem dentro do pote. Todos os dias vá até o pote e tire um propósito do Advento para ser praticado pela família.



Sugestão 2: Se não tiver um presépio e nem dinheiro para comprar, não fique triste. Confeccione com materiais fáceis que você tem em casa.


Sugestão 3: Coroa do Advento feita com as mãozinhas. Faça com as mãos de todos da família. Vejam o exemplo: 
(Google imagens)
Sugestão 4: Não deixe de fazer a Novena de Natal. Vejam a sugestão da novena de Natal para as crianças. CLIQUE AQUI.

Compartilhe conosco as fotos de todos os trabalhos feitos em nosso grupo no Facebook. Para fazer parte CLIQUE AQUI.

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Formação de catequistas: A Bíblia e a Catequese com Adultos hoje

 Uma catequese de inspiração catecumenal

Uma catequese aberta à Iniciação Cristã vai além da preparação para receber os sacramentos e produzir cristãos “adultos na fé”, engajados na vida da comunidade eclesial, comprometidos com a transformação da sociedade. Isso nos faz pensar no quanto é necessário que os catequistas sejam bem preparados, engajados na vida da Igreja, conhecedores da realidade dos catequizandos –  que possam evangelizar por meio da Palavra e do testemunho.

A catequese precisa de ser pensada a partir da realidade atual que nos convida:
• A uma nova compreensão da fé, que gera identidade; A compreensão do ser cristão hoje passa pela necessidade de ter recebido os três sacramentos da Iniciação Cristã: o Batismo, a crisma e a Eucaristia.
• Ao conhecimento dos valores do evangelho, ao seguimento de Jesus Cristo. A centralidade da catequese é Jesus Cristo, Ele que nos convida a percorre o caminho sendo sal e luz no mundo. Ser sal na medida certa para deixar o sabor de quero mais e ser luz que brilhe diante de homens e mulheres, jovens e crianças para que eles vejam as boas obras que são feitas e também possam louvar o nosso Pai que está no céu. A Palavra de Deus ilumina a vida.
• Ao uso da linguagem, nas diversas faixas etárias e seja fruto da experiência de vida. Uma linguagem que nos ajude a compreender a importância de se buscar, em primeiro lugar, o Reino de Deus e sua justiça na certeza de que Deus dará em acréscimo tudo o mais.

Uma catequese assim proporciona aos catequizandos um novo sabor, uma nova alegria e um grande desejo de fazer uma experiência do que é belo, lúdico e místico. Um desejo de se deixar envolver pelo mistério da fé.

Qual a catequese que os adultos de hoje receberam da Igreja?

Estudo da CNBB sobre a realidade da nossa Igreja, recorda que boa parte dos adultos católicos foi catequizada a partir das doutrinas e da metodologia de perguntas e respostas. Muitos deles continuam na Igreja com essa chave de leitura para a sua vida cristã. Outros receberam um conteúdo superficial e moralizante, através de historinhas sem relação com a vida. Ainda há aqueles que vivem sua fé sob o impulso da tradição e da religiosidade popular, e os que receberam influencias da Ação Católica, das CEBs e do movimento bíblico popular, alcançando uma boa base para sua fé.

Como acontece a catequese de adultos hoje?

A catequese de adultos, hoje, acontece por outros caminhos: Ela está nos círculos bíblicos, nos grupos de rua, nas diversas pastorais, nos movimentos, nas CEBs, nas novenas, terços, capelinhas, caminhadas, romarias, etc. Ainda assim, os cristãos de hoje têm uma grande dificuldade de articular fé e vida, caminhada de Igreja e compromisso com a transformação do mundo.

Como fazer uma catequese de inspiração catecumenal hoje?

Quando se fala de catequese catecumenal, nos é oferecido o modelo catecumenal das primeiras comunidades. Ele nos ajuda de forma “inspiradora”, pois não se pode agarrar ao passado só porque lá deu certo, mas observar as realidades distintas e diferentes de hoje.

O caminho de amadurecimento da fé, percorrido no início da Igreja era exemplar. Dispunha de uma metodologia com progressiva interação entre catequese, celebração e vivência da fé.

Hoje, não se pode falar em repetir os ritos do catecumenato antigo. Eles são como modelo inspirador. Conhecer e aplicar sua pedagogia própria em itinerários de educação da fé ajuda a caminhada da catequese, que precisa ir além da preparação dos sacramentos e penetrar no conhecimento do mistério de Cristo, na vida evangélica, na oração e celebração da fé e no compromisso missionário, provocando uma profunda transformação interior nas pessoas.

A realidade pastoral atual

A iniciação à vida cristã se dá pela recepção dos sacramentos do Batismo, Crisma e Eucaristia. Na cultura atual batiza-se de criança, faz-se a Eucaristia com idade entre 9 e 12 anos e crisma-se a partir dos 15. A formação das comunidades cristãs como processo que insere a pessoa no mistério de Deus acaba acontecendo como algo que se inicia e acaba ao final da recepção de cada sacramento, o que leva a uma deformação na compreensão do significado desses sacramentos. Daí o convite a uma formação processual e permanente, perpassando toda a experiência pastoral da Igreja.

Percebe-se que há muito a caminhar em vista da unidade entre uma catequese, como processo de educação da fé, e liturgia, como celebração da fé: duas faces de uma mesma realidade, ambas importantes e que expressam a identidade do ser cristão.

O RICA como ajuda para a Catequese com Adultos

À luz do modelo original, mas fiel às realidades presentes, pode-se utilizar das propostas oferecidas pelo Ritual de Iniciação Cristã de Adultos – RICA. Os Ritos celebrativos apresentados aprofundam e fortificam o encontro com Jesus Cristo, o projeto com o Reino e acolhem o catecúmeno na grande família que é a Igreja. A dimensão litúrgica na catequese faz acontecer a interação fé e vida, renovando um novo ser e um novo fazer.

Não há uma receita pronta – A catequese surge do próprio Evangelho

A catequese precisa surgir do próprio evangelho, que ajuda a manter viva a identidade do cristão, e das culturas com as quais convive, pois situa cada um nas realidades históricas, localizadas, específicas e variadas no tempo e no espaço. Uma cultura que envolve o pensar, o sentir e o agir das pessoas ou grupos de pessoas.

Não há uma receita pronta, acabada, da catequese. Sabe-se que ela não pode ser só transmissão de certezas, mas precisa fazer ecoar, impulsionar os participantes a uma busca, pois ela é um aprofundamento contínuo da fé. Uma catequese bem planejada e bem realizada leva à criatividade, ao acolhimento, ao diálogo, ao anúncio do Reino como Boa Notícia da verdade, da liberdade; Convida a assumir, com radicalidade, o crescimento contínuo da fé, através do mandamento novo do amor.

Neuza Silveira de Souza
Coordenadora do Secretariado Arquidiocesano
Bíblico-catequético de Belo Horizonte

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Modelos de camisas para Primeira Eucaristia

 Olá, catequistas!

O Blog Catequese com Crianças vem compartilhar com todos, modelos de camisas para primeira eucaristia já publicados nos anos anteriores. Cada uma mais linda que a outra e vale muito a pena vocês confeccioná-las na comunidade. 

Para terem acesso, clique nos links abaixo:

MODELO 1: CLIQUE AQUI

MODELO 2: CLIQUE AQUI

MODELO 3: CLIQUE AQUI

MODELO 4: CLIQUE AQUI


Dia da primeira eucaristia das nossas crianças é um dia muito emocionante para nós catequistas.
Até a próxima!

sábado, 17 de outubro de 2020

São Geraldo Majella para colorir e QUIZ ONLINE para criançada

Olá, crianças! Vamos conhecer a história de São Geraldo? Leia com muita atenção para participar do QUIZ ONLINE logo abaixo...

São Gerardo Magela nasceu na cidade de Muro Lucano, sul da Itália, em 23 de abril de 1726. Era filho de Benedetta. Seu pai era alfaiate. Este faleceu quando Geraldo estava com apenas 14 anos. Por causa disso, sua família começou a passar por dificuldades extremas, caindo na pobreza. Para ajudar a família, ele começou a trabalhar numa alfaiataria. Porém, não era bem tratado pelo seu patrão. Depois de quatro anos trabalhando nessa situação, foi trabalhar para o bispo de Lacedônia e lá ficou durante três anos, até a morte do bispo.

Juventude de São Gerardo Magela

Em 1745, aos 19 anos, voltou para Muro e montou sua própria alfaiataria. O negócio prosperou, mas o que ele ganhava era dado para os pobres. Guardava o que era necessário para sua mãe e suas irmãs e dava o resto aos pobres ou encomendando missas em sufrágio das almas do purgatório. Desde muito jovem, ele se esforçou para entrar na Ordem dos Capuchinhos. Porém, não foi aceito devido sua fraca saúde. Foi aceito, porém, na Congregação do Santíssimo Redentor, ou Redentoristas. Lá, foi sacristão, alfaiate, jardineiro, enfermeiro e porteiro.

Vítima de falsa acusação

Em 1754 São Geraldo foi falsamente acusado de ter engravidado uma mulher que se chamava NériaCaggiano. Geraldo, porém, fez apenas uma oração e Néria se arrependeu. Então, ela se retratou e inocentou Geraldo. Foi por isso que o povo começou a associar de São Geraldo Magela à proteção das mulheres grávidas.

São Gerardo Magelae seus dons

São Geraldo também tinha o dom da bilocação, ou seja, pelo poder de Deus, tinha a capacidade de estar presente em dois lugares ao mesmo tempo. Ele ficou conhecido por causa dos seus dons supernaturais como profecias, visões e êxtases, quando, nesses momentos, podia-se ver seu corpo erguer-se do chão. Ele também tinha notável conhecimento e aprendia com facilidade. Embora não fosse padre, seus conselhos espirituais eram procurados pelos clérigos e comunidades de religiosas nas quais ele dava conferências. Obtinha grande sucesso em converter pecadores e ficou famoso pela sua santidade e caridade.

Ainda em vida, São Geraldo ressuscitou um garoto que tinha caído de um rochedo; abençoou a fraca provisão de trigo de uma família e ela durou até a colheita seguinte; várias vezes multiplicou o pão que distribuía aos pobres. Certa vez ele andou sobre as águas para levar um barco de pescadores até a segurança da praia em meio a ondas tempestuosas.

"Amar a Deus; estar unido a Deus; fazer as coisas por amor a Deus; amar aos irmãos por amor a Deus; sofrer por Deus. Minha obrigação é fazer a vontade de Deus". São Geraldo escreveu essas palavras, resumindo o seu desejo de servir a Deus e aos irmãos, a pedido do seu diretor espiritual.

Cura e libertação

São Geraldo podia ler a mente e a consciência das pessoas. Enviado a Nápoles, começou a receber muitas visitas de pessoas que desejavam vê-lo e ouvir seus conselhos. Segundo relatos, várias pessoas se converteram graças aos seus conselhos. Ele também curava doenças apenas com a sua benção e oração. Geraldo também contava às pessoas seus pecados secretos, os quais elas tinham vergonha de confessar, levando-as à penitência e ao perdão.

Devoção a São Geraldo Magela

São Geraldo Magela vivia em uma pequena cela do convento, com muita humildade. Seu último desejo foi que escrevessem uma frase na porta de sua cela, que dizia: "Aqui o desejo de Deus é feito como Deus quer, quando e enquanto quiser". Ele morreu em Caposele, na Itália, no dia 16 de outubro de 1755, vítima de uma tuberculose. Rapidamente seu túmulo se tornou local de peregrinação e vários milagres são creditados à sua intercessão. Em 29 de janeiro de 1893, ele foi beatificado pelo Papa Leão XIII. Foi canonizado no dia 11 de dezembro do ano 1904, através do Papa Pio X. Sua festa é comemoradano dia 16 de outubro.

Proteção de São Geraldo Magela

São Geraldo Magela é o padroeiro dos alfaiates, das pessoas acusadas falsamente, das grávidas, das crianças, das maternidades, das mães, das boas confissões, dos Irmãos leigos, da cidade italiana Muro Lucano, dos porteiros, do parto, dos nascituros e do movimento Pró-vida.

Oração a São Geraldo Magela

Ó São Geraldo, celestial amigo dos infelizes, ao nos lembrarmos dos grandes milagres que operastes em vida, aumentados admiravelmente após a vossa preciosa morte, quer nos parecer que eles nos clamam: Confiança! Confiança! Tenham confiança!

Bem sabemos que é grande o favor que pedimos e muito acima de nossos merecimentos. Reconhecemos até sermos mais dignos de castigos que favores; pois sem dúvida é justa a punição de nossos pecados, o bem que nos falta e as aflições e dificuldades que nos fazem suplicar. De certo, atraímos sobre nós e sobre aqueles que nos são caros a ira de Deus, transgredindo voluntariamente os preceitos divinos e permitindo que outros também o fizessem. Choramos agora todas as nossas culpas.

Pedi, ó carinhoso São Geraldo, pedi ao bom pai celeste que nos perdoe. Ainda que seja justo sermos castigados por nossos pecados, afastai de nós e de nossos queridos os flagelos da justiça divina. Alcançai-nos, pelos méritos das sublimes virtudes que vos fizeram eterno amigo de Deus, a graça que com toda confiança pedimos por esta oração. Ó São Geraldo, nosso amigo, nosso milagroso benfeitor, rogai por nós a Jesus e Maria, e seremos certamente atendidos. (FONTE)

VAMOS COLORIR!

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

CATEQUESE EM CASA: Sugestões para a catequese no mês de Setembro (Mês da BÍBLIA)

Olá catequistas,

Muitas comunidades estão ofertando as crianças e jovens uma proposta de catequese virtual, sendo assim, o blog “Catequese com Crianças” vem com sugestões de encontros, atividades para o mês de Setembro, mês da BÍBLIA. Compartilhe conosco a experiência de vocês com a catequese virtual proposta durante essa pandemia, compartilhem nos comentários dessa publicação.

Vejam as sugestões para os encontros:

Sugestão 1: Musiquinhas sobre a bíblia -  CLIQUE AQUI

Sugestão 2: Vamos conhecer um pouco mais sobre a história da BÍBLIA lendo essa história em quadrinhos - CLIQUE AQUI

Sugestão 3: Depois de conhecer um pouco sobre a história da BÍBLIA vamos fazer uma atividade? CLIQUE AQUI

Sugestão 4: Com a ajuda do papai e da mamãe veja como é formada a BÍBLIA, conheça os livros, a divisão da BÍBLIA e outras informações super importantes. CLIQUE AQUI

Sugestão 5: Vamos colorir? CLIQUE AQUI

Sugestão 6: Hora da reflexão sobre a importância da BÍBLIA sobre nossas vidas: CLIQUE AQUI

Sugestão 7: Com uma BÍBLIA nas mãos, faça uma divertida cruzadinha. CLIQUE AQUI

Sugestão 8: Essa missão é para os PAIS. Preparem um momento ORANTE em família. CLIQUE AQUI

domingo, 30 de agosto de 2020

Carta de Jesus aos Catequistas

 Olá, Catequistas!

Vocês são a essência de Cristo na vida de todos os cristãos. Celebrar a vocação "CATEQUISTA" é o mesmo que louvar Cristo vivo nas comunidades. Cristo se alegra imensamente com todos os catequistas por serem SAL e LUZ na vida em comunidade. Vejam a carta que Cristo dedica aos catequistas e reflitam:

"Sei exatamente o que você passa quando não lhe acolhem, não lhe instruem e muito menos quando nem lhe dão bola. Sei como você fica quando convida todo mundo para uma reunião, ou um encontro de formação, retiro, celebração e poucos aparecem. Já te vi triste e já te vi até chorando por causa disso. 

De fato, você aceitou uma missão desafiadora. Ser catequista não é uma tarefa fácil, ainda mais, num mundo onde as pessoas não querem compromissos e se afastam das responsabilidades. Sei que você teria muitas outras coisas para fazer, atividades com a família, trabalho, vida social, filhos, marido, ou, outras situações. Mas, mesmo assim, você aceitou o desafio de encaminhar outras pessoas para um projeto diferente.

Sua tarefa também é motivar, mas já te vi muitas vezes desmotivado. Compreendo isso. Nem sempre os outros entendem tuas limitações. Fazem julgamentos a seu respeito, apressados até, por causa desse seu jeito irrequieto. Mas, se eu pudesse estar mais perto, sentaria na sua frente, te olharia nos olhos, e te daria um abraço. Sabe aqueles abraços que os amigos se dão uns nos outros nos momentos de deserto ou de extrema euforia? Este mesmo! Você anda precisando de um abraço. Queria ficar um bom tempo te abraçando, afagando, confortando o seu cansaço, enxugando as suas lágrimas e dividindo os seus êxitos. Queria ser seu confidente, mas nem sempre você lembra que eu existo. Sinto que você tem muitas coisas para me dizer, mas tem guardado tantas coisas só para si. Quem sabe você se abre mais com alguém que você confia. É bom se abrir, contar as coisas, dizer o que você sente e se fazer ouvir. Todos nós temos nossos momentos de fraqueza. Eu mesmo tive os meus, e muitos.

Quando vejo você em ação, na catequese, dou risadas interiores. No fundo, você se parece muito comigo. Quer as coisas certas, luta para que os outros se empenhem, busca tocar corações e motivar pessoas, tenta organizar tudo certinho, mas nem sempre as coisas funcionam como você gostaria que funcionassem.

Meu anjo! O problema é que o nosso tempo não é o mesmo tempo que o Pai que está no céu imagina para cada um de nós. Por isso, nos apressamos, queremos as coisas para ontem e com isso, atropelamos.

Quero dizer que estamos juntos nesta missão. Você é fundamental para o trabalho da catequese e ela é essencial para a Igreja. Não te importes com os incomodados, com aqueles que te julgam sem ao mesmo oferecer um ombro amigo, ou uma ajuda concreta. Não te abales com os que falam de ti pelos corredores, sem a coragem necessária para te olhar nos olhos. Não chores com os que te apunhalam pelas costas quando deveriam caminhar ao teu lado e não esmoreça diante das piores provações que esta missão te impõe. Não te humilhes para pais de crianças e jovens desinteressados pelo que você tem para oferecer como catequista. Agradeça, simplesmente agradeça, em qualquer situação. Reze por eles.Ajoelhe e ore nos momentos de tribulação e faça a mesma coisa quando tudo estiver dando certo. Peça ajuda, tenha humildade para recomeçar e remontar projetos, mudar rumos, reconhecer erros, pedir desculpas. Sem isso, meu anjo, as coisas não funcionam.

Embora não esteja ao teu lado fisicamente, torço por ti, pois és importante para mim e me emociono em ver o teu esforço. É lindo saber que existem pessoas como você.

É lindo observar a tua emoção, mesmo nas coisas mais simples. Isso me conforta e me anima. E por isso, tão somente por isso, que te mando esta mensagem, para que através de ti, e do teu esforço e da tua paixão pela sua missão, outros tantos sejam tocados e sigam firmes no caminho.

Tenha calma, aquieta o teu espírito. Em breve estaremos juntos. Darei-te meu abraço e meu afago, de forma carinhosa, como quem é grato.

Você é um anjo para muitas pessoas, inclusive para mim. Eu, daqui onde estou, zelo por ti.

Obrigado por acreditar na catequese. Obrigado por ser catequista.

Assinado: Jesus Cristo

(Por Catequista Alberto Meneguzzi)

terça-feira, 14 de julho de 2020

Atividade para catequese: Os dez mandamentos

O que são os dez mandamentos?
O Catecismo da Igreja Católica afirma que, os dez mandamentos devem ser entendidos como um caminho de vida. Assim, os dez mandamentos são normas que visam a vivência da liberdade dos filhos de Deus, “indicam as condições de uma vida liberta da escravidão do pecado” (n. 2057).

Uma sugestão muito bacana para ensinarmos nossas crianças como alcançar o caminho da FELICIDADE!
Confiram outras sugestões para se trabalhar OS 10 MANDAMENTOS na catequese:

domingo, 12 de julho de 2020

Adeus, amiga... a Deus, Geiza Pinheiro


Não podia deixar de dedicar essa última homenagem a uma grande pessoa que dedicou a vida evangelizando com gestos, palavras e amor. O blog #CatequeseComCrianças trouxe pessoas especiais, amizades que nunca imaginava ter, uma dessas grandes amizades foi a de Geiza Pinheiro, leitora e seguidora fiel do “CatequeseComCrianças.com”. Geiza não se cansava de agradecer pelas publicações feitas, pelas atividades partilhadas, pelos textos de formação catequética publicados, sempre se referia ao pessoal do blog, até que um dia, na página “Sobre o autor” ela descobriu que o condutor era somente eu, Jonathan. Desde então, surgiu o facebook e por ele nos aproximamos, conversávamos sobre tudo: igreja, fé, catequese, lutas da vida, superações, política, vida pessoal. Nossas conversas me fazia pensar que amizade de verdade não precisa estar perto, o carinho, afeto e amor viaja fronteiras, tão rápido como um raio. As vezes postava algo pela manhã em meu perfil do facebook e logo vinha uma notificação “Bom dia, meu amigo! Que Deus o abençoe”, quando via aquela “florzinha” (foto de seu perfil no facebook) meu coração enchia de alegria. Muitas vezes o papo começava pela manhã e cortava dia a fora, as vezes era interrompido, pois ela dizia: - Amigo, vou ao médico, não acesso redes sociais pelo celular, volto já, conecto-me no computador e finalizamos o assunto.
Quando vi pelo facebook, pessoas enlutadas com sua partida, tive um susto, logo veio o pesar de não ter a conhecido pessoalmente, se tivesse, o papo seria longo, muito longo. Também pensei que aquela “florzinha” não mais apareceria do nada pra alegrar meu dia com palavras dóceis como fazia questão de me tratar, sempre me chamando de AMIGO. Quero um dia chegar no céu e dar-lhe um abraço, Geiza, você está melhor do que todos nós, junto ao Pai. Esse mundo está complicado demais para pessoas boas e puras como você permanecer nele, Deus está levando pra junto Dele os anjos que vivem aqui na terra, você foi um desses anjos. Hoje, rezei um terço em sua intenção. Que Deus te acolha.